TOMAR A DECISÃO É APENAS O PRIMEIRO PASSO



Tomar a decisão é apenas o primeiro passo.


“CINCO SAPOS NUM TRONCO, QUATRO DECIDIRAM PULAR, QUANTOS FICARAM? ” Este era o título de um livro que li no início dos anos 2000, que abordava sobre as decisões vagas e fracas que tomamos em nossas vidas.  Quantos de nós temos tomado decisões em nossa vida e nada tem mudado? Não é verdade? Seja por esquecimento, seja por falta de vontade, ou mesmo por não sabermos por onde começar.


Acontece que tomar decisão é apenas o primeiro passo, só que muitas vezes ficamos apenas neste primeiro passo, ou seja, na decisão. Aí entram aquelas palavrinhas que insistimos em pronunciar e que são de pura autossabotagem, como por exemplo: QUERO, PRECISO, VOU TENTAR, SONHO, DESEJO e por aí vai.


Acontece que quando decidimos fazer algo, estamos falando para o nosso cérebro o que vamos fazer. Aí ele entende e começa a nos ajudar a fazer o que queremos, pois nosso cérebro é como um computador, você programa e ele executa, funcionando mais ou mesmos assim: Eu falo, portanto, ouço (o ouvido mais próximo da minha boca é o meu), o que ouvi vai para o meu cérebro se juntar com os pensamentos que estão flutuando em minha cabeça, depois de processada a informação, volta para minha boca, entrando num ciclo vicioso, criando os meus sabotadores, meus limites, ou seja, eu falo e ouço primeiro, enche o meu cérebro do que estou falando e volto a falar sobre o mesmo tema, da mesma forma ou pior.


Assim crio a autossabotagem quando eu falo e meu cérebro registra e como eu falo algumas ações que quero fazer, o meu cérebro vai se programar para me ajudar a executá-las. Por exemplo: Quando utilizo EU QUERO ao definir meu objetivo: quero ler um livro por semana. Se não conseguir não tem problema, pois o meu cérebro já realizou o que eu QUERIA. Eu só queria, não consegui, mas eu quis. Pronto! Meu cérebro entende que já posso ir adiante, pois já consegui o que eu queria. Eu apenas queria querer e não fazer.


Dentro desse mesmo exemplo, quando utilizo EU PRECISO ao definir meu objetivo: preciso ler um livro por semana. Se não conseguir não tem problema, pois o meu cérebro já realizou o que eu disse que precisava. Eu só precisava, não consegui, mas eu tentei e continuo precisando. Pronto! Meu cérebro entende que já posso ir adiante, pois já consegui, eu apenas precisava.


Isto também vale para as demais palavras: VOU TENTAR, SONHO, DESEJO, etc.

A grande questão é que o querer, precisar, tentar, sonhar e desejar não geram ações, não determinam o que VOU FAZER para alcançar o que quero, preciso, sonho, desejo, etc. Para conseguir preciso dizer não o que eu quero, preciso ou vou tentar, mas o que VOU FAZER! Pouco importa o que quero ou preciso, mas o que importa é o que VOU FAZER AGORA!


Quando digo o que VOU FAZER estou alterando o meu estado mental, minha fisiologia muda e dou as devidas coordenadas para que meu cérebro possa auxiliar em minha conquista.

Já percebeu o quanto as pessoas querem, precisam e o quanto as pessoas tentam? Muitas pessoas passam a vida inteira querendo, precisando, tentando, sonhando e desejando. E vão morrer querendo, precisando... Mas bem poucas FAZEM!


Portanto, se deseja mesmo CONSEGUIR algo em sua vida, não apenas queira, precise, tente, sonhe ou deseje, mas, defina o que VAI FAZER de imediato, no curto prazo, no médio e no longo prazo. Ao definir seus objetivos liste de imediato pelo menos três ações que irá realizar ainda hoje para que consiga alcançá-los. Coloque em sua agenda diariamente o que precisa FAZER.


“CONHECIMENTO NÃO MUDA COMPORTAMENTO”. Costumo sempre terminar minhas palestras com esta frase e justifico sua veracidade: Se conhecimento mudasse o comportamento, médico não fumava. Pronto! O que muda nosso comportamento são nossas ações, nossas atitudes de FAZER. Isto faz toda diferença nos resultados que queremos obter em nossas vidas.


E então, vai continuar se autossabotando com o "quero", "preciso", "tento", "sonho", "desejo", etc., e continuar como os sapos do toco (pois os quatro só decidiram, não pularam, portanto, respondendo a pergunta do início deste texto, ficaram os cinco no tronco), ou você vai definir O QUE FAZER em sua vida?


Saiba que eu posso te ajudar: palestrantejb.com.br/mentoria


 Esteja em PAZ!


Prof. JB

____________________________________________________________

Prof. JB – Palestrante, Mentor, Autor e Escritor, Coach, Consultor Organizacional, Instrutor de treinamentos, Empresário e professor de Pós-graduação/MBAs nas áreas de marketing e vendas - palestrantejb.com.br – 31-99122-7438

2 visualizações

SIGA-ME AS REDES SOCIAIS

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram
  • YouTube Social  Icon

CONTRATE AS PALESTRAS DO PALESTRANTE PROF. JB

E ENCANTE SEUS CONVIDADOS !

31- 99122-7438

palestranteprofjb@gmail.com